[Artigo] Por que você não desiste?

Olá,

Aqui é a Letícia e são mais de 1h da manhã. Eu estava vendo um filme para relaxar um pouco e me preparar para a semana que começa… depois de assistir ao filme, fiquei pensando em falar sobre como é fácil desistir.

O que aconteceria hoje, se você desistisse de ser concurseiro?

Você não precisaria ficar horas trancado estudando, poderia sair com seus amigos todas as vezes que lhe chamassem… pararia de dizer não para sua família. Poderia voltar a se sentir útil em um emprego na iniciativa privada ou mesmo no seu cargo atual, se você já é servidor público.

Poderia ainda planejar seu próximo fim de semana passeando, sem sentir culpa por pensar que deveria estar estudando. Dormiria tranquilo por saber que no outro dia não estaria acordando entediado por ter que se esforçar mais uma vez.

Na real, a maioria esmagadora dos concurseiros que conheci nessa quase uma década que estou no mundo dos concursos, não perderia muita coisa se deixasse esse “ofício” ainda hoje. Alguns se sentiriam mais livres, outros tirariam um peso enorme de uma responsabilidade que não sabem se darão conta.

Há ainda aqueles que parariam de sofrer por saber que iriam para longe, caso fossem aprovados.

Sem contar que você pararia de estar nessa luta diária contra o relógio, as horas líquidas e a tentação de ficar conectados no Facebook ou WhatsApp.

O que posso dizer é que você pode desistir agora e se libertar. Duvido que tem alguém com uma arma apontada para sua cabeça lhe obrigando a fazer tudo o que tem feito. Não tem mesmo.

E, no fim das contas, as coisas só seriam como eram antes ou até que são agora. É tão ruim assim? Você já vivem tanto tempo dessa mesma forma e o mundo continuou girando, não continuou? As contas continuaram sendo pagas – de um jeito ou de outro -, você continuou se alimentando, indo nos mesmo lugares. Será que vale a pena mesmo mudar?

É bem provável, que, se você desistisse hoje, todo mundo entenderia. Afinal, você tentou, não tentou? “É mesmo muito difícil”, diriam. É mesmo muito fácil desistir.

Por que mesmo que você não faz isso? O que, ai dentro, não lhe permite deixar tudo de lado e voltar “à vida normal”? Por que e para que tanto esforço e sacrifício? Não é assim que falam tanto, de “sacrifício”?

Se hoje, você acordou sem vontade, pensando seriamente em jogar tudo para o alto, por que mesmo não se decidi por esse caminho? Não seria bem mais fácil?

Hoje não vou apresentar respostas prontas, sugerir dicas, nem nada do tipo. Hoje, deixo as perguntas para que encontre as respostas dentro de você, porque tenho a certeza de que não há ninguém melhor para respondê-las.

Bons estudos e conte comigo!
Letícia Nobre
Coach de concurseiros